Previous
Next

O caminho para se tornar um Síndico Profissional.

Primeiramente como tudo em nossa vida, devemos gostar daquilo que estamos fazendo e para ser um bom síndico, seja síndico profissional ou síndico morador tem que fazer bem feito.

Para isso temos um caminho longo a ser percorrido, como sempre costumo dizer que um dos principais, se não o primordial, é sempre estarmos buscando conhecimento. 

O Síndico tem que estar a frente de tudo o que acontece dentro do Condomínio, pois ele é o único responsável por tudo que venha ocorrer nas dependências do mesmo e se as coisas derem certo, ÓTIMO… mas “você não fez mais que sua obrigação”. Mas por outro lado, se as coisas derem errado, PÉSSIMO, você não será mais o mesmo perante aos olhos da grande maioria. Seria como um arbitro de futebol que apitou a partida perfeitamente durante todo o jogo, mas no último minuto apitou um pênalti duvidoso que fez com quem a equipe perdesse o campeonato. Esse arbitro não será lembrado por tudo que fez de correto, mas somente pelo o seu único erro na partida, erro este que foi crucial. E o mesmo acontece com o Síndico.

Síndico NÃO pode errar, sindico tem que estar antenado com tudo o que está acontecendo no mercado condominial, não que ele tenha que saber executar, mas tem que saber delegar e delegar com conhecimento, para que a máquina chamada condomínio, consiga trabalhar com todas as suas engrenagens de uma única vez, pois só assim a roda irá girar.

Então podemos afirmar que um Síndico preparado para trilhar sua função tem que ter muita disciplina, responsabilidade, conhecimento, técnicas, habilidades psicológicas, inteligência emocional e por aí vai para exercer com maestria a sua função.

Vamos pontuar aquilo que temos como conhecimento para que você se torne um síndico profissional de sucesso e consiga além de ser eleito, tenha o respeito por todos e seja REELEITO por vários mandatos. 

1º – COMECE PELO COMEÇO

Quando digo dessa forma, porque já vi diversas pessoas entrando nesse mercado, com muitas ilusões, de se ganhar altíssimos salários, de ser conhecido em todo mercado e a realidade inicial é totalmente diferente disso e as vezes pode criar uma frustração e não seguir adiante. Dessa forma, é necessário que se possível inicie a sua gestão do próprio condomínio onde mora, iniciar a função em um Corpo Diretivo como Conselho Fiscal, pode lhe dar um conhecimento importante para poder pleitear um cargo de síndico na sequência. 

2º – CRIE RELACIONAMENTOS SÓLIDOS

Nesse mercado a base de tudo é o relacionamento entre pessoas, costumo dizer que o síndico consegue terceirizar todos os serviços dentro do condomínio, menos o relacionamento. O relacionamento você que terá que fazer, seja com os condôminos, prestadores de serviços, com outros síndicos, administradoras, pois somente dessa forma você conseguira a criar contatos e abrir diversas portas.

1º – COMECE PELO COMEÇO

Quando digo dessa forma, porque já vi diversas pessoas entrando nesse mercado, com muitas ilusões, de se ganhar altíssimos salários, de ser conhecido em todo mercado e a realidade inicial é totalmente diferente disso e as vezes pode criar uma frustração e não seguir adiante. Dessa forma, é necessário que se possível inicie a sua gestão do próprio condomínio onde mora, iniciar a função em um Corpo Diretivo como Conselho Fiscal, pode lhe dar um conhecimento importante para poder pleitear um cargo de síndico na sequência. 

2º – CRIE RELACIONAMENTOS SÓLIDOS

Nesse mercado a base de tudo é o relacionamento entre pessoas, costumo dizer que o síndico consegue terceirizar todos os serviços dentro do condomínio, menos o relacionamento. O relacionamento você que terá que fazer, seja com os condôminos, prestadores de serviços, com outros síndicos, administradoras, pois somente dessa forma você conseguira a criar contatos e abrir diversas portas.

Autor: Reginaldo Silva

Reginaldo Silva Síndico Profissional e Técnico em Administração de Empresas. Possui 19 anos de experiência como Síndico Profissional, 07 anos em administração e consultoria de condomínios. Experiência em avaliações de contratos e adequação as novas necessidades dos síndicos. Graduado em Licenciatura Plena em Educação Física – FEFISA, CREF/SP 045218-P, Presidente da ABRASCOND – Associação Brasileira de Síndicos Profissionais de Condomínios.